Posts By :

Admin

modulo-1

Cuidados básicos que você deve ter com o seu carro

Sabemos que ter um carro não é uma coisa fácil e barata, além de pagar um valor alto, você deve ter alguns cuidados básicos com ele. Por isso separamos algumas para te ajudar a cuidar melhor do seu veículo.

Alinhamento:

Fazer o alinhamento é fundamente para a conservação, segurança e para a economia. Esse tipo de serviço deve ser feito a cada 10000 quilômetros, fazendo o alinhamento você evita o desequilíbrio do carro, o consumo prematuro dos pneus e o desgaste da direção e do sistema de suspensão

Bancos:

Tome cuidado com a sujeira acumulada! Mesmo os bancos que são revestidos de tecido sintético mancham. Líquidos, alimentos pastosos, vazamentos de produtos químicos e barro são os maiores responsáveis pela sujeira nos bancos. Para fazer uma limpeza profunda, procure uma empresa confiável e peça a lavagem. Bancos de couros também necessitam de limpeza, para limpa-los use um pano umedecido.

Catalisador:

Esse dispositivo é instalado no escapamento e tem a função de transformar substâncias poluentes em gases menos nocivos ao meio ambiente. Ele pode durar até 80000 quilômetros, dependendo da qualidade do combustível utilizado no veículo.  Por estar instalado na parte inferior do carro, ele mais está sujeito a danos. Evite passar em poças águas profundas e desvie e predas maiores. Um catalizador danificado perde a eficiência e um novo custa bem caro.

Cambagem:

Ele determina ângulo ajustado entre o chão e a linha vertical da rosa. O controle desse tipo de inclinação, influencia no rolamento das rodas. Quando os seus pneus começam a se desgastar irregularmente, é um sinal de que a cambagem está com problemas. É indicado uma checagem nas rodas e o rodízio nos pneus a cada 10000 quilômetros rodados. Para que o ajuste seja realmente eficiente, faça também o alinhamento e o balanceamento.

Escapamento:

Por sofrer uso constante, ele sofre desgaste provocado pelo óleo e o resíduos corrosivos de combustível, por isso ele deve ser trocado sempre que apresentar rachaduras ou buracos.

Cinto de segurança:

Item obrigatório por lei e fundamental para a segurança dos passageiros e do motorista. Verifique sempre os pontos de fixação da peça e os engates estão presos e bem conservados. As tiras devem estar sempre bem costuradas e sem folgas, os mecanismos também devem ser lubrificados constantemente. Faça manutenção regularmente, para limpar as tiras é indicado um pano umedecido com detergente suave.

Rodas:

Guias e buracos são os seus principais inimigos! Pneus e rodas em bom estado deve estar com a especificação correta e calibrados, assim você evita o desgaste, economizam combustível e melhoram a segurança.

Faróis:

Muitos não sabem, mas é necessário fazer revisões periódicas nos faróis do seu veículo. A cada dois anos as lâmpadas devem ser trocadas, e recomenda-se fazer uma revisão completa dos faróis a cada noventa dias.

Vidros:

Para evitar riscos no vidro da frente, não ligue o limpador da pará-brisa quando ele estiver seco. Para lavar os vidros do carro utilize água e use detergente suave ou limpa-vidros com uma flanela macia. Não deixe sujeira acumulada, elas prejudicam a visibilidade e deixam o veículo com uma péssima aparência.

cuidados-carro-verao

Veículos sempre novos com a terceirização de veículos

Geralmente as empresas que tem frota própria protelam a substituição da frota, ficando, em média, 5 anos com os veículos, o que aumenta o consumo do combustível e manutenção, além dos custos com depreciação.

Já no modelo de terceirização de frotas, sua frota poderá usufruir dos benefícios de veículos modernos e com mais tecnologia periodicamente, já que os veículos são substituídos por novos na ocasião da renovação do contrato – que normalmente tem duração de 24 meses.

Ou seja, a contratante poderá contar periodicamente com veículos mais eficientes, confortáveis e com design atualizado.

carro-chuva

Que cuidados você deve ter com seu carro no período de chuvas

Em muitas regiões brasileiras, os meses chuvosos do ano reservam para os motoristas grandes dificuldades nas estradas, não somente pelo movimento das férias, que aumenta a quantidade de carros nas rodovias, mas também por ser o período mais chuvoso.

Se você precisa pegar a estrada para chegar ao trabalho, se faz questão das viagens de final de semana ou até mesmo, se enfrenta as águas na cidade grande, é importante tomar alguns cuidados com o seu carro para aumentar a segurança e não colocar ninguém em risco. Saiba, a seguir, como garantir mais proteção no seu automóvel em épocas de chuva:

Limpadores

Em dias chuvosos, o primeiro passo é garantir a melhor visibilidade possível da pista, e um dos itens imprescindíveis para a época das águas é o limpador de para-brisa.

Fique atento a riscos de borracha no vidro e ao som emitido pela peça, quando passar pelo para-brisa: esses são dois indícios de que está na hora de trocar o limpador. Não esqueça também de conferir o do vidro traseiro!

Lanternas

Dias chuvosos são naturalmente mais escuros, e muitos momentos requerem o farol aceso. Por isso, não deixe de revisar suas lanternas antes de sair com o carro, pois além da questão da segurança, o condutor corre risco de ser autuado com 4 pontos na carteira.

As luzes de sinalização, como o pisca alerta e setas de direção também devem estar em dia e reguladas, para evitar transtornos.

Pneus

A água reduz o atrito entre o asfalto e os pneus, sendo que o acúmulo do líquido pode gerar a famosa aquaplanagem, processo no qual o condutor praticamente perde o controle do carro devido à falta de contato entre o pneu e o chão.

Confira sempre a profundidade dos sulcos dos pneus (ranhuras na borracha) do seu carro, pois são eles que entregam a condição atual da borracha. E em caso de aquaplanagem, não se desespere: apenas pare de acelerar, mantenha a direção reta e não pise no freio.

Freios

Juntamente com os pneus, o sistema de freios são os responsáveis por parar o seu carro em alguma emergência, e por isso devem estar em boas condições. Confira periodicamente o fluido de freio e a condição dos demais componentes do sistema de freios, como discos, cilindros etc. Fique atento a qualquer ruído ou demora ao frear: esses são alguns indícios de que seu freio necessita de manutenção.

Sistema de circulação de ar

O sistema de ventilação do veículo exerce papel fundamental quando o vidro começa a embaçar. Por esse motivo, com ar condicionado ou não, é necessário realizar manutenção das entradas de ar e do sistema de ventilação, já que, em casos de opacidade do vidro, eles resolvem o problema de maneira mais rápida, evitando que o motorista se arrisque ou tenha que parar o carro na via.

Cuidado ao estacionar

Vale lembrar ainda que, geralmente, chuvas fortes vêm acompanhadas de raios e quedas de árvores — sem mencionar a chuva de granizo — o que, além de bloquear vias, pode causar avarias aos veículos estacionados nos arredores.

Não há como prever se uma árvore cairá ou se a chuva que vem será capaz de derrubar algumas delas, por isso, nessa época do ano, opte por deixar o carro em áreas cobertas ou, ao menos, longe de árvores maiores.

Mais atenção ao dirigir

Além das dicas de manutenção, é sempre bom levar em conta alguns conselhos na hora de dirigir com chuva, tais como não ultrapassar a distância de segurança, reduzir a velocidade, redobrar o cuidado nas ultrapassagens e ficar atento à visibilidade.

Mais importante do que chegar logo é chegar são e salvo. Portanto, se a situação estiver muito difícil para o seu veículo, não hesite em parar no acostamento, sempre com o pisca-alerta ligado e a devida sinalização.

queda-valor-revenda

Terceirizar a frota da empresa. Saiba quando é mais vantajoso.

No ambiente corporativo, existem alguns momentos em que é mais vantajoso terceirizar a frota da empresa do que manter a frota própria de veículos. Nesse artigo vamos evidenciar quais momentos são esses e quais os benefícios que sua empresa terá fazendo esse processo.

Você considera que a frota da sua empresa está sendo bem gerida e funcionando plenamente e sem ociosidade? Se a resposta for não ou não sei, pode ter certeza que é melhor terceirizar. Nas mãos de uma locadora a gestão de frota será profissional e econômica, pois essa é sua atividade fim e é o que ela sabe fazer de melhor.

Sua empresa está precisando de capital de investimento para aumentar a produtividade? Então, venda sua frota para uma locadora, ponha capital em caixa e ainda receba novos veículos gastando até 25% menos do que com a frota própria.

Algumas atividades secundárias, como a gestão da frota, estão tirando o foco da sua atividade principal? Então é hora de terceirizar a frota da empresa. Dessa forma, alguns funcionários poderão ser deslocados para a atividade principal, a economia é certa e sua empresa ainda terá uma frota nova e muito mais eficiente. Como podemos ver, são vários os momentos e motivos para terceirizar a frota de uma empresa.

img173

BENEFÍCIOS EM TERCEIRIZAR FROTA

A Terceirização de Frotas é o sistema mais utilizado atualmente na gestão de veículos, pois ao optar por esta forma a empresa transfere para a locadora não somente o compromisso pelas aquisições dos veículos, mas também uma série de outros serviços e controles agregados, estando estes já inclusos ao valor da locação, resultando assim em uma significativa redução de custos gerando maiores benefícios.

Atualmente, o sistema de Terceirização de Frotas de Veículos é uma decisão inteligente para pequenas, médias e grandes empresas que visam ganhar espaço no mercado em uma economia globalizada.

Considera-se esta alternativa extremamente atraente pelos seguintes fatores:

Maior Flexibilidade, com um número de veículos sempre adequado para as necessidades apresentadas pela empresa.

Maior Objetividade, concentrando o foco da empresa em sua finalidade principal.

Maior Tranquilidade, atualizando a frota de veículos com renovações periódicas de 6, 12 ou 24 meses.

Maior Segurança, contando com Assistência Carrera 24 horas, realização constante de manutenções preventivas, além de garantir o Seguro Total e ainda contar  com uma Assesoria Jurídica para possíveis sinistros.

Maior Economia, onde sua empresa evita a imobilização de capital de giro, além da inclusão no valor da locação de impostos, licenciamentos, emplacamentos e apropriação integral do valor do aluguel como despesa para a sua empresa, reduzindo significativamente a carga tributária do IRPJ e Contribuição Social.

9822883_l

Manutenção de frota: tipos, cuidados e práticas

Normalmente, ao rodar pelos grandes centros urbanos, percebemos quão precária é a malha rodoviária do nosso país. Buracos, desníveis, erosões e reparos mal feitos compõem a rotina de quem utiliza qualquer veículo para realizar deslocamentos diariamente.

Pensando nisso, listamos abaixo algumas dicas sobre como proteger seu veículo, potencializando o uso através da realização de manutenções, principalmente se você for um gestor de frotas.

Manutenção Corretiva 

Quando pensamos em manutenção, a primeira cena que nos vem à mente (pelo menos na maioria das pessoas) é de falha durante o uso, em outras palavras, e em termos mais populares o veículo quebrou. Este tipo de manutenção, realizada após a quebra de um veículo, é conhecida como manutenção corretiva, e como o próprio nome sugere, destina-se a correção de um problema após seu acontecimento. Não necessariamente é uma manutenção de emergência, pois ocorre quando o problema já sucedeu.

Manutenção Preventiva

Outro tipo de manutenção muito conhecida, é a chamada manutenção preventiva que, na maioria das vezes e para a maioria das pessoas, implicam nos famosos “gastos desnecessários”. Seu intuito é prevenir a falha do equipamento, evitando a quebra ou a perda de desempenho. Na maioria das vezes, utilizam-se intervalos de tempo definidos para mapear potenciais problemas que podem se agravar caso a intervenção prévia não ocorra.

Entenda o perigo

Imagine a seguinte situação: Em uma determinada manhã, um gestor de frotas recebe uma demanda vinda da diretoria, requisitando o uso de um dos veículos da frota para o deslocamento até uma reunião importante, agendada há alguns meses.

Ao olhar para o pátio, percebe que apenas um veículo está disponível para ser direcionado à diretoria. Ao entrar no veículo, constata que a bateria não responde ao comando, como normalmente ocorre, e por isso, o carro não liga.

E aí, o que fazer nesta situação? Porque a manutenção não foi realizada antes para, justamente, mapear este problema? Um simples contratempo que poderia ser resolvido antes torna-se um grande problema, podendo inclusive, fazer a diretoria perder ou se atrasar para a reunião marcada há meses!

Pois bem, o exemplo é mais comum do que se possa imaginar, e as consequências, às vezes, incalculáveis. Como você não quer que isso ocorra, é bom realizar a manutenção preventiva em períodos pré-determinados, ainda mais se sua frota for grande.

Manutenção Preditiva

Por último, existem as chamadas manutenções preditivas. Consiste em uma metodologia aplicada na área de manutenção com a finalidade de indicar as condições reais de funcionamento dos veículos com base em dados que informam o seu desgaste ou processo de degradação. Este tipo de manutenção fornece bases importantes para suportar a manutenção preventiva.

Por isso, atente-se às condições de sua frota. Tenha sempre em mãos os dados gerais, mas específicos de cada veículo, como, o consumo de combustível, os valores correntes de depreciação e os gastos com manutenção. Assim, as decisões sempre serão tomadas pelo viés mais racional, pelo menos, esse é o objetivo.

É fundamental manter a manutenção de seus veículos em dia. Agora que você conhece a importância da manutenção de frota, que tal descobrir qual a melhor opção: manter uma frota própria ou terceirizada?

1255cx_muyard_arval_phototheque2013

O QUE É TERCEIRIZAÇÃO DE FROTA?

A terceirização de frotas é um aluguel de longo prazo com uma série de serviços para você e seus condutores como assistência 24 horas, manutenção, documentação, logística, seguro e gestão de sinistro.
Analisamos o seu negócio e oferecemos soluções sob medida para sua empresa, levando em conta a viabilidade financeira e as melhores práticas do mercado.

Como funciona:
A Cleancar adquire os veículos 0 km e os aluga, simplificando a sua gestão. Você também pode otimizar e customizar esse aluguel com serviços opcionais que têm como objetivo aumentar a segurança dos colaboradores, garantir a correta conservação dos veículos e minimizar os possíveis impactos ambientais causados pela frota contratada.

imagem-frota

7 dicas para planejamento de frotas

Muitos empresários sonham e possuir uma frota de veículos para bem atender à logística de sua empresa e manter seus clientes bem abastecidos e satisfeitos.

Entretanto, montar e manter uma frota própria de veículos pode representar um investimento enorme que, se não for bem planejado, representará grande prejuízo.

Para orientar melhor os empresários, listaremos aqui 7 ações que poderão ajudar nessa importante tarefa.

 

1- Planeje bem e escolha os veículos adequados à sua demanda e evite desperdício na compra, no consumo e na manutenção.

2- O custo burocrático também pesa e muito. Pesquise bem sobre impostos, taxas, seguros e registros junto aos órgãos competentes de trânsito.

3- Controle sua frota. Sistemas de gerenciamento e rastreamentos serão seus grandes aliados nessa tarefa.

4- Treine e cobre boa postura de seus motoristas. O modo de condução impacta totalmente sobre o custo de consumo, manutenção e multas.

5- Imagem é tudo. Mantenha sua frota sempre limpa, conservada e bem identificada. Sua frota é a cara da empresa nas ruas.

6- Manutenção sempre em dia é a única forma de economizar nesse quesito. Siga sempre as orientações da montadora.

7- Avalie os benefícios de alugar sua frota ao invés de adquiri-la. A terceirização de frota pode representar economia de até 25%.

automobilistico

Os principais desafios do mercado automotivo em 2017

A indústria automotiva está passando por um período de ruptura e transformação. A relação cada vez mais próxima entre empresas de tecnologia e indústrias de automóveis contribuí para expandir os limites do mercado tradicional. Os clientes estão mudando, evoluindo, e aos poucos trocando a mentalidade de consumo impulsivo por mais qualidade dos serviços.

Segundo relatório do Fórum Econômico Mundial, que analisa as Indústrias em Transformação, de 2016, os consumidores de hoje esperam que produtos e serviços estejam disponíveis quando e onde eles precisam, 24 horas por dia. O transporte para eles não é apenas uma forma de chegar a algum lugar, mas uma experiência, formada por um conjunto ilimitado de mídias sociais e serviços de entretenimento.

Tendo em vista este cenário, existem alguns desafios que a indústria automobilística deverá encarar a partir de 2017:

O aumento da globalização significa maior complexidade e risco. Mudanças críticas nas fontes globais de suprimento, combinadas com estratégias direcionadas para mercados emergentes, trazem novos desafios relacionados ao comércio global e ao cumprimento de padrões de logística internacional de veículos prontos.

As indústrias automotivas estão desgastadas e precisam encontrar novos caminhos para eficiência e crescimento. A maioria dos principais OEMs e fornecedores de Nível 1 têm se concentrado em eficiência operacional, fabricação enxuta, melhorias contínuas e esforços de aumento da qualidade há mais de 20 anos. Por isso, hoje, há espaço limitado nessas áreas para economias e rendimentos adicionais.

Soluções de Supply Chain já reduzem os custos de produção. E não há dúvidas de que as tecnologias de supply chain estão no centro dessa transformação digital na indústria automotiva, pois são capazes de minimizar os custos de produção por meio de soluções para análise de performance e de execução no chão de fábrica.

O carro conectado e a popularização do Uber estão levando à ruptura e inovação. O mercado automotivo está deixando de ser exclusivo das montadoras, e um novo ecossistema de fornecedores, OEMs, concessionárias e serviços complementares está chegando. Saber integrar as novidades tecnológicas no ambiente automotivo será fundamental para uma estratégia eficaz e bem-sucedida.

Os consumidores estão se afastando da necessidade de possuir um carro próprio. A indústria está evoluindo para uma mentalidade focada em serviços de transporte, ao invés da entrega de veículos. A Ford, por exemplo, anunciou recentemente seus planos de se posicionar como líder em serviços de transporte, em adição à venda de automóveis. E, veremos, cada vez mais, o modelo ‘Uber’ na indústria, que apoiará o transporte como serviço.

A inovação é necessária para melhor atender às necessidades dos clientes. Há uma crescente demanda por personalização e maior intimidade com o cliente. As indústrias automotivas são desafiadas a encontrar novas maneiras de se aproximar do consumidor, ao mesmo tempo em que mantêm a lucratividade.

Ainda de acordo com o Fórum Econômico Mundial, a transformação digital no ambiente automotivo está impactando as áreas de pesquisa e desenvolvimento, aquisição, montagem, marketing, peças e serviços. O relatório afirma que no segmento de peças, 10% a 15% de toda a receita global será gerada online até 2025, e para o varejo de peças e serviços, a China será o mercado mais atraente para o crescimento da receita em digitalização. Além disso, a Business Insider estima que mais de 380 milhões dos carros conectados estarão em circulação em 2021.

Não há dúvidas de que 2017 será o ano em que a indústria automotiva precisará se preparar para o futuro do setor. Hoje, o proprietário dos veículos estão atentos às manutenções preventivas de acordo com a quantidade de quilômetros rodados, mas em breve o próprio veículo poderá se comunicar com a concessionária, e até mesmo agendar a troca de óleo, pneus e até sensores.

Segundo a McKinsey, o pool de rendimento do mercado automotivo vai aumentar e se diversificar significativamente em direção a serviços de mobilidade sob demanda e orientados por dados. Isso pode gerar até US$ 1,5 trilhão – ou 30% a mais – em potencial de receita adicional em 2030, em comparação com cerca de US$ 5,2 trilhões de vendas de carros tradicionais e produtos/serviços de pós-venda, um aumento de 50% de cerca de US$ 3,5 trilhões em 2015. A McKinsey também estima que o crescimento das vendas globais cairá de 3,6% para 2% até 2030. Muito disso será impulsionado pelo compartilhamento de automóveis e outros serviços de mobilidade.

Com o surgimento de veículos autônomos e carros conectados, a indústria será muito diferente nos próximos 5 a 10 anos. Será essencial que elas encontrem formas de apoiar novas estratégias de crescimento, ao mesmo tempo em que mantêm custo benefício e rentabilidade. Por outro lado, a segurança também será um ponto sensível, e caberá à indústria superar muitos desafios tecnológicos e regulatórios para que veículos não sejam hackeados e controlados à distância, colocando a vida das pessoas em risco. Por enquanto, os que começarem a implementar estratégias de transformação digital estarão no caminho certo para o sucesso.

Gabriel Lobitsky – Diretor de Vendas para Sul da América Latina da Infor.

Font: Portal Administradores

Link original: http://www.administradores.com.br/noticias/negocios/os-principais-desafios-do-mercado-automotivo-em-2017/116769/

duvida-transporte-proprio-terceirizado

Terceirização de frotas, um segmento em expansão

O empresário brasileiro já está começando a enxergar as vantagens da terceirização de frotas. A principal delas é a redução nos custos com manutenção de veículos próprios, I PVA, seguros e licenciamentos, além da diminuição das tarefas administrativas. Dessa forma ,ele terá a oportunidade de focar os esforços em pontos mais estratégicos da empresa, deixando o gerenciamento da frota nas mãos de quem entende do assunto .Essa nova visão já está refletindo no mercado, que tem um crescimento médio de 12% ao ano.
As grandes empresas do mercado brasileiro de terceirização de frotas também possuem potencial para a evolução e consolidação dos negócios. Par afazeres sa análise, é preciso comparar o comportamento do segmento no Brasil e nos países desenvolvidos. Se, no Brasil, as perspectivas de aumento do volume de negócios envolvendo aluguel de veículos já são positivas, nos Estados Unidos, na Europa e na Ásia, a tendência para o futuro também é semelhante.

As locadoras de automóveis norte-americanas constituem um dos mais importantes clientes damaiorindústria automobilística do mundo.

Segundo dados da Abrams Travel Data Services, consultoria especializada em locação de automóveis com sede no Estado de Nova York, a indústria de aluguel de automóveis movimenta nos Estados Unidos mais de US$ 20 bilhões e tem mais de 60 milhões de usuários. Há uma frota de cerca de dois milhões de automóveis e mais de 25 mil pontos de locação no mercado norte-americano. Cerca de 70% das locações estão relacionadas à terceirização de frotas.

Também por isso, as locadoras de automóveis norte-americanas constituem um dos mais importantes clientes da maior indústria automobilística do mundo. Durante toda a década de 1990 nos EUA, as vendas das montadoras para as locadoras de automóveis foram superiores a um milhão de veículos por ano. Estudos da Associação Brasileira de Locadoras de Automóveis (Abla) mostram que a terceirização de frotas pode garantir uma economia média de25%em2 4 meses para as empresas que optam por deixar de fazer a gestão dos veículos próprios.

No ano passado, no Brasil, o faturamento do setor foi de R$ 6,52 bilhões, com crescimento de 4,73% em relação ao ano anterior. Hoje, cerca de 70% das maiores empresas brasileiras possuem frota terceirizada.

Além da economia, a terceirização oferece uma série de vantagens como ar eduçã ode custos administrativos, a previsibilidade de despesas, o fim da desvalorização dos carros novos adquiridos e a possibilidade de investir o capital paraa aquisição de veículos emoutras áreas.

Com a terceirização, a empresa ainda transfere paraa locadora a responsabilidade por vários serviços, como a gestão de multa, troca de pneus e administração dos seguros dosveículos.

Apesar das diversas vantagens e do constante crescimento do setor nos últimos anos, esse é um mercado ainda pouco explorado no Brasil, mas as grandes empresas brasileiras de terceirização possuem um enorme potencial para evo lução e consolida ção .Os números compilados pela Abla revelam que a terceirização é a modalidade do futuro. Deixou de ser uma tendência para tornar-se uma realidade nas corporações.
BRASIL ECONÔMICO é uma publicação da Empresa Jornalística EconômicoS .A.

Fonte: Brasil Econômico – Impresso – Flip

Link original: http://www.blogdaslocadoras.com.br/carros/noticias-de-carros/terceirizacao-de-frotas-um-segmento-em-expansao.html